O Que Está Por Vir

um filme de Mia Hansen-Løve

102 min., 2016, França, DCP

sinopse

Nathalie ensina filosofia em uma escola secundária em Paris. Ela é apaixonada por seu trabalho e gosta particularmente de passar a seus alunos o prazer de pensar. É casada, tem dois filhos e divide o seu tempo entre a família, os antigos alunos e a sua mãe possessiva. Um dia, o seu marido anuncia que está deixando-a por outra mulher. De repente, Nathalie se percebe em completa liberdade e tem de reinventar a sua vida.

ficha técnica

Roteiro: Mia Hansen-Løve
Fotografia: Denis Lenoir
Montagem: Marion Monnier
Música: Raphael Hamburger
Elenco: Isabelle Huppert, André Marcon, Roman Kolinka, Edith Scob, Sarah Le Picard, Solal Forte, Elise Lhomeau, Lionel Dray, Grégoire Montana-Haroche, Lina Benzerti
Produção: Charles Gillibert
Título Original: L'Avenir
Classificação indicativa: 14 anos 

sobre o diretor

Mia Hansen-Løve nasceu em 1981 e atuou em dois filmes de Olivier Assayas, Fin Août, Début Septembre (1998) e Les Destinées Sentimentales (2000). Estudou no Conservatório Municipal de Arte Dramática de Paris em 2001; no período de 2003 a 2005 escreveu críticas para a Cahiers du Cinéma, enquanto filmava diversos curtas-metragens, tais como: Après mûre reflexion (2003), Un pur esprit (2004), Offre spéciale (2005) eLaisse passer l’été (2005). Em 2007, estreou na direção com Tout est pardonné, que foi selecionado para a Quinzena dos Realizadores de Cannes e recebeu o Prêmio Louis Delluc de Melhor Filme. Seu trabalho seguinte, Le Père de mes enfants (2009), ganhou o Prêmio Especial na Un Certain Regard, em Cannes. Un amour de jeunesse, seu terceiro longa-metragem, recebeu Menção Especial do Júri no Festival de Locarno (2011), enquanto o quarto, Eden (2014), foi selecionado para o Festival de Toronto.

+ info

Na imprensa:
'O que Está por Vir' desfia descompasso em várias camadas - por Cássio Starlin, na Folha 
Uma história terna e realista - por Luiz Zanin Oricchio, no Estadão 
Em busca de uma nova filosofia de vida - por Alessandro Giannini, no O Globo
Premiado em Berlim, ‘O que está por vir’ narra redescobertas de uma mulher madura - por Carlos Helí de Almeida, no O Globo
Dois olhares sobre as ruínas - por José Geraldo Couto, no Blog do IMS
Delicadeza, sensibilidade e um refrescante vigor narrativo - por Ernesto Barros, no Jornal do Comércio 
Uma dedicada exploração da experiência feminina de uma mulher madura que decide afrontar uma era de perdas sem sucumbir à ruína - por Neusa Barbosa, no Cineweb

filmografia

Eden (2014)
Un amour de jeunesse | Goodbye first love (2011)
Le Père de mes enfants | The father of my children (2009)
Tout est pardonné | All is forgiven (2007)

 

 

festivais

Berlinale (2016) – Urso de Prata, Melhor de Diretora

trailer

fotos

poster